Pular para o conteúdo
Home » Quem Disse que Mini Helicópteros de Controle Remoto Não Voam Contra o Vento?

Quem Disse que Mini Helicópteros de Controle Remoto Não Voam Contra o Vento?

Vimos recentemente as hélices de alumínio instaladas no B-Flyer, o helicóptero da candide. Agora vamos conferir outra alteração feita no rotor de cauda, que visa aumentar a elevação e consequentemente ter melhor comportamento contra ventos outdoor. Usando um motor que você provavelmente possui em casa, é possível aumentar a potência desse rotor de cauda e ganhar alguma agilidade ao voar ao ar livre. Continua…

Após colocarmos as hélices de alumínio no B-Flyer, fizemos mais algumas horas de voo no helicóptero elétrico, mas em outra eventualidade o helimodelo caiu. Após essa queda o rotor de cauda ganhou personalidade própria: só funcionava quando bem entendia. Um helicóptero sem o mínimo controle não é uma coisa boa de voar, então a solução foi descartar o pequeno motor de cauda e substitui-lo por algo mais robusto, com engrenagens metálicas.

Após uma operação de cinco horas, duas delas após a meia noite, o B-flyer voltava a ser manobrável, só que agora com muito mais potência no rotor de cauda. Tanta potência que se tornou fácil bater em algo ao redor, principalmente em rotações mais baixas. Ao voar com o motor a setenta por cento da potência, o empuxo é maior, e também o efeito giroscópico aumenta, mantendo a aeronave mais estável. Mesmo nessas condições, o helimodelo se mostrou mais dirigível que antes.

Um motor de servo 9g foi usado para esse rotor de cauda, além de uma das engrenagens de dentes pequenos do servo motor (usado em aeromodelismo). A engrenagem se encaixou perfeitamente no eixo do rotor de cauda original. O pinhão do motor agora é metálico, aumentando ainda mais a vida útil do conjunto. O motor foi assentado usando super cola, com muito cuidado para não deixar o adesivo entrar para o interior do motor, o travando.

Confira o Vídeo com o Novo Rotor de Cauda para o B-Flyer

 

 

Se você for fazer alterações em seu aeromodelo ou helimodelo, tente fazer um curso ou algo que possa esclarecer mais detalhes sobre construção de aeronaves de controle remoto. Qualquer peça mal feita pode colocar em risco a segurança na área de voo, podendo causar ferimentos em quem estiver passando por perto. Por tanto, cuidado!

Bons voos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *